Governo anuncia adiamento da aplicação de provas do Enem

EDUCAÇÃO


Nova data deverá ser definida após enquete com estudantes inscritos

Um dia após o Senado aprovar projeto referente à remarcação das datas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2020, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e o Ministério da Educação (MEC) decidiram, nesta quarta-feira (20), adiar por 30 a 60 dias a aplicação das provas, que poderão ocorrer em dezembro ou janeiro.

Será realizada em enquete para que os alunos inscritos no Enem opinem sobre a melhor opção de data. As inscrições estão abertas até sexta-feira (22), às 23h59min. A aplicação das provas impressas ocorreria nos dias 1º e 8 de novembro e as provas digitais nos dias 11 e 18 de outubro de 2020. 

O texto-base de um projeto que suspende instantaneamente a aplicação de provas e exames, como o Enem, em casos de calamidade pública decretada pelo Congresso Nacional foi aprovado pelo Senado. Nesta quarta-feira, o tema deve ser analisado pela Câmara.

Havia mobilização em redes sociais pedindo o adiamento, uma vez que muitos alunos da rede pública não têm acesso à internet ou a aulas a distância para estudarem em preparação ao exame, principal porte de entrada ao Ensino Superior no país, ficando prejudicados em relação a estudantes do sistema privado. Secretários estaduais da Educação também defendiam a alteração da data. No Rio Grande do Sul, a TVE passou a transmitir quatro horas de aulas de revisão para o exame.

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, que era contra a mudança, já havia publicado mais cedo em redes sociais a informação de que pretendia realizar uma enquete sobre o adiamento da aplicação das provas. 

Veja a íntegra do comunicado do Inep

"NOTA OFICIAL | Adiamento do Enem 2020

Atento às demandas da sociedade e às manifestações do Poder Legislativo em função do impacto da pandemia do coronavírus no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e o Ministério da Educação (MEC) decidiram pelo adiamento da aplicação dos exames nas versões impressa e digital. As datas serão adiadas de 30 a 60 dias em relação ao que foi previsto nos editais.

Para tanto, o Inep promoverá uma enquete direcionada aos inscritos do Enem 2020, a ser realizada em junho, por meio da Página do Participante. As inscrições para o exame seguem abertas até as 23h59 desta sexta-feira, 22 de maio."


Fonte: Gaúcha ZH

Compartilhe